10 dicas incríveis para levar uma vida saudável no novo ano

Publicado em: 10 de janeiro de 2018.

O ano muda e a vontade de recomeçar com hábitos mais saudáveis aumenta

O ano de 2018 começou com mudanças profissionais significativas e novos hábitos de saúde para o estilista baiano Domicio Campos, 53 anos.

De redator de uma revista local de moda e estilo em Vitória da Conquista, Sudoeste do estado, ele passou a estilista de uma grande loja de noivas em Campinas (SP), onde resolveu adotar caminhadas noturnas e dieta alimentar mais saudável.

“Quando morava em Conquista, sempre protelava algum tipo de condicionamento físico e, quando me mudei, vi muitas pessoas aqui no bairro onde moro fazendo isso. No dia 2 (terça-feira) iniciei caminhadas de 10 quilômetros, fazendo percursos numa avenida arborizada, e à noite, que é mais fresco”, relatou.

Com 1,90 m de altura e pesando 87 quilos, Domicio estava preocupado com a ‘barriguinha’ que começou a ter, o que o fez também mudar hábitos alimentares – passou a consumir muita salada e iogurte, e reduziu comidas com muito sódio, gorduras e frituras.

“O que me incomoda é ser magro e estar desenvolvendo barriga, então resolvi correr atrás do prejuízo. Vou caminhar por uns dois meses e depois, com melhor condicionamento físico, entrar numa academia sem estranhar tanto”, completou.

Não são poucas as pessoas que, como Domicio, iniciam o ano com metas de saúde, sejam com novos hábitos alimentares ou com a prática de exercícios físicos. E muitos seguem a mesma ideia que o estilista: iniciar com uma atividade de rua mais leve para depois intensificar os exercícios na academia.

Profissionais de Educação Física consideram isso, no entanto, mais como um mito, tendo em vista que em academias há atividades voltadas exclusivamente para iniciantes, os quais são submetidos a testes físicos que identificam os limites da pessoa.

Progressão

Iniciar com uma caminhada de 10 quilômetros  três vezes por semana, como no caso de Domicio, é algo de grande relevância no início, mas que em dois meses se torna normal e até cômodo para o corpo, avalia o professor de Educação Física Artagan de Souza Santos, que atua em Vitória da Conquista.

“Mas não deixa de ser algo saudável. Caminhar é uma das melhores atividades. O que as pessoas precisam saber é que entrar numa academia não significa que ela terá logo de início de puxar pesos, fazer longas horas de esteira, bicicleta etc. É um processo inicial que vai progredindo aos poucos e que exige disciplina”, observou.

Também é importante se buscar orientação relativa à alimentação para não deixar que determinados nutrientes responsáveis pelo bom funcionamento do corpo deixem de faltar na dieta ou estar presente em excesso.

“No caso do consumo de iogurte, por exemplo, é preciso saber qual o tipo que está se consumindo para não trocar seis por meia dúzia. Há muitos iogurtes gordurosos. Os melhores são os naturais ou desnatados, e devem vir acompanhados com aveia, linhaça, chia ou castanha-do-pará”, orienta a nutricionista Fabiana Souza dos Santos, que atende em Salvador.

Para reduzir a famosa barriguinha de chope – uma preocupação, sobretudo, de quem bebe o próprio chope ou cerveja – é preciso cortar o consumo de carboidratos, especialmente pães e massas.

“E deixar de lado a própria cerveja também. Já no almoço, não pode deixar de faltar muita salada. Comer muitas frutas, sobretudo as que têm muita fibra, e beber muito líquido é uma recomendação para a vida toda”, completa a nutricionista.

Cuidando da mente
E não adianta muito também a pessoa começar 2018 com atitudes voltadas para ter uma melhor forma corporal sem se importar muito com a saúde mental, o que, se não ocorrer, influencia diretamente no bem-estar como um todo.

Consumir alimentos que possuem muito ômega 3, por exemplo, é recomendável por nutricionistas, pois ajuda a pessoa a melhorar o humor. “A banana, por exemplo, é um ótimo alimento para isso”, indicou a nutricionista Fabiana Souza dos Santos.

Profissionais de saúde recomendam às pessoas que buscam em 2018 ter o corpo e a mente saudáveis desenvolver atividades prazerosas – não necessariamente relaxantes, afinal, há quem se sinta bem fazendo exercícios pesados.

Não faz bem para o emocional, no entanto, desenvolver atividades físicas sem estar muito disposto ou se privar de vários alimentos só para mostrar para outras pessoas um certo esforço para perder quilos a mais.

Prazer no trampo
Ter equilíbrio emocional em todas as atividades que realiza – dieta ou exercícios físicos – e saber o fim de cada uma delas faz tão bem quanto. E, no caso dos adultos, recomenda-se ainda buscar prazer nas atividades laborais.

“Entre os elementos que mais trazem sofrimento mental nas pessoas hoje está a relação pessoal no âmbito do trabalho, com a insegurança laboral, que deve piorar com a reforma trabalhista, que traz insegurança para o trabalhador”, afirma o psicólogo Renan Vieira de Santana Rocha, conselheiro do Conselho Regional de Psicologia da Bahia.

“As pessoas podem buscar algo que dão mais prazer, que de fato possam estar no campo do trabalho, mas que seja do prazer da pessoa”, diz ele, destacando, em seguida, que na busca do equilíbrio é preciso separar um momento para cada coisa.

“Tem de ter a hora para dormir, trabalhar, ter lazer, acesso à cultura, diversão, boas relações familiares e de amizade, fazer sexo e ter acesso a uma série de bens e serviços que estão aí para ajudar a cultivar nossa higiene mental. Tudo isso de alguma maneira produz diferentes formas de se estar psiquicamente no mundo”, acrescentou.

DEZ DICAS INDICADAS POR ESPECIALISTAS PARA TER UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL EM 2018

1  Beber bastante água – transformar isto num hábito, mesmo se a sede for pouca
2  Deixar de lado alimentos industrializados e optar por comidas naturais e frescas
3  Realizar atividades físicas regulares, de preferência ao ar livre
4  Manter relações saudáveis e próximas com parentes, amigos e colegas de trabalho
5  Encontrar formas acessíveis de lazer – cinema, esporte, culinária, etc.
6  Não fumar e beber pouco álcool – melhor nenhum
7 Realizar exames preventivos, de forma periódica
8  Fazer sexo ao menos duas vezes na semana
9  Trabalhar em algo que sinta prazer
10  Cultivar bons pensamentos

Fonte: Ibahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *