Dica de Moto: Conheça o guia para motociclista iniciante - Status Seguros

Ínicio > Motos > Dica de Moto: Conheça o guia para motociclista iniciante

Motos

Dica de Moto: Conheça o guia para motociclista iniciante

Status Seguros 0 174

Dica de Moto: Conheça o guia para motociclista iniciante

Se você é apaixonado pelo vento no rosto e pela sensação de liberdade que só as motocicletas proporcionam, mas ainda é um iniciante nesse universo de duas rodas, o post de hoje é pra você.

Mesmo com as nossas dicas abaixo para aprender a andar de moto, lembre-se: nada substitui o curso teórico e prático de um centro de formação de condutores.

Além disso, é fundamental que você faça o curso para poder tirar a habilitação de moto (categoria A) e ter a permissão oficial para transitar com o veículo. Se você for pego sem habilitação, a multa é de R$574,62, com a possibilidade de o veículo ser apreendido.

Antes de tudo, é preciso entender que andar de moto exige prática e respeito no trânsito.

Com a primeira lição aprendida, vamos aos próximos passos.

  1. Verifique os equipamentos de segurança

Capacete é item obrigatório para pilotos de motocicletas. Botas apropriadas, luvas e roupas de proteção também são essenciais. Não se esqueça de que um pequeno acidente pode ser suficiente para te deixar de molho em uma cama de hospital por vários dias.

  1. Acostume-se com ela

A primeira vez em uma moto pode fazer parecer impossível de pilotá-la. Parece muita informação ter que se equilibrar, prestar atenção no trânsito à frente e ainda utilizar os comandos; tudo sem cair.

Por isso, é importante se acomodar na moto estacionada por alguns instantes para sentir o peso, o tamanho e o conforto dela enquanto aprende onde está cada comando.

Posicione-se sempre do lado esquerdo da moto e empunhe o guidão. Mantendo o equilíbrio, incline-se para frente e levante a perna direita, passando-a por sobre o assento da moto. Acomode-se de acordo com a sua altura.

  1. Acostume-se com os controles da moto

A mão direita vai ser a sua melhor aliada na hora de aprender a andar de moto, já que ela é responsável pelos comandos mais importantes: aceleração e frenagem.

Girando o punho para frente, você irá acelerar a moto e, cuidado: o controle é muito sensível, então nada de movimentos bruscos para não prejudicar o seu equilíbrio. Torcendo o punho para trás, você aciona os freios dianteiros e é necessária uma boa dose de suavidade para não provocar derrapagens e acidentes.

Já o pé direito deve acionar os freios traseiros. Mas atenção, se os freios dianteiros já estiverem sendo utilizados, os traseiros não terão a mesma eficácia graças à transferência de peso para a parte da frente.

Usar os dois freios simultaneamente é apenas indicado para situações de emergência que exijam uma frenagem mais forte. Em situações normais, utilize a mão direita para acionar os freios da frente.

  1. As marchas

As motocicletas têm um sistema diferente dos carros em relação à mudança de marcha. A alteração acontece, nesse caso, com a mudança de posição de uma alavanca para cima ou para baixo, com o pé esquerdo. Conheça os padrões de marchas: 6ª marcha (ocasional), 5ª marcha, 4ª marcha, 3ª marcha, 2ª marcha, NEUTRO, 1ª marcha.

A mudança de marcha deve seguir a seguinte ordem: embreagem acionada com mão esquerda, alavanca do câmbio com o pé esquerdo e liberação da embreagem.

  1. Ligue a motocicleta

Coloque a chave de ignição na posição “on”. Acione o botão de partida e gire a chave para a direita, na posição “ignição”. Depois disso, use o polegar direito para acionar o interruptor do motor de partida elétrica que fica abaixo do interruptor de parada/funcionamento do motor. Algumas motos podem exigir o acionamento da embreagem enquanto liga o motor. E pronto!

Agora é só praticar e ficar craque no equilíbrio!

Gostou desse post? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro dessa e de outras novidades para você!

Share

Publicações Relacionadas

Gostou da Publicação? Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações Mais Lidas

Que tal parcelar seu seguro auto em até 10X sem juros?