Quanto custam os seguros dos carros mais caros do país? - Status Seguros

Ínicio > Auto > Quanto custam os seguros dos carros mais caros do país?

Auto

Quanto custam os seguros dos carros mais caros do país?

Status Seguros 0 80

Quanto custam os seguros dos carros mais caros do país?

Que tal pagar o preço de um Maserati para proteger um carro de R$ 8 milhões?

 

A chegada da McLaren ao Brasil adicionou ao circuito de supercarros uma marca importantíssima. Foi, de certo modo, uma compensação pelo fim da representação da Bentley e da Aston Martin por essas bandas.

Modelo mais exclusivo da marca inglesa no mundo, o Senna teve duas unidades destinadas ao país. Como ele chega só no ano que vem, há o perigo da variação de câmbio para definir seu preço, mas a expectativa do concessionário brasileiro é de que ele custe pouco mais de R$ 8 milhões.

Será o carro mais caro à venda no Brasil. E o seguro de uma beleza dessas, se for contratado, deverá ficar em módicos R$ 640.000, na pior das hipóteses. Dá para comprar um Maserati Levante. No melhor cenário, o seguro fica em R$ 320.000. Ou um Chevrolet Camaro na garagem.

Esses valores correspondem à média de 4% a 8% no valor da apólice que o seguro de supercarros costuma custar, de acordo com os corretores especializados que consultamos.

Os seguros de superesportivos como o McLaren Senna exigem negociação caso a caso, o que não permite fazer cotações precisas.

“O processo de contratação do seguro para veículos superesportivos é diferente do normal. Para esses tipos de carro, geralmente as seguradoras partem de um preço-padrão e negociam o valor do prêmio com o corretor, que, na maioria dos casos, é especialista nessa categoria”, diz Emir Zanatto, diretor de operações da TEx, empresa de soluções online para o mercado segurador.

Só para esclarecer como funciona a contratação do seguro automotivo: qualquer veículo é analisado pelas seguradoras baseando-se no valor da IS (Importância Segurada) e, geralmente, automóveis de alto valor têm uma outra categoria dentro das seguradoras. Para esses casos, os valores do prêmio não são exibidos diretamente nos sistemas das seguradoras, por isso a dificuldade de ter uma cotação.

“Esses seguros vão para a área da companhia responsável, onde é feita a análise do risco do seguro. Os técnicos responsáveis analisam o perfil do segurado, idade, histórico de veículos, profissão etc. Tudo isso para estimar a tarifa desse veículo e então determinar o valor do seguro.”

Fonte: quatrorodas.com.br

Share

Publicações Relacionadas

Gostou da Publicação? Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações Mais Lidas

Que tal parcelar seu seguro auto em até 10X sem juros?

Cotação pelo Whatsapp