Saiba porque você nunca deve dirigir com o carro na reserva de combustível.

Publicado em: 20 de junho de 2016.

Fuel Gauge --- Image by © Image Source/Corbis

Partes fundamentais para segurança do veículo podem falhar e isso pode ser fatal.

Imagine você voltando de um lindo feriado na praia quando se dá conta de que está com menos de ¼ de combustível no tanque do carro.

Ao invés de entrar no posto mais próximo, você acha que dá pra chegar em casa com a gasolina que tem. Mas o mundo é injusto, e não amigo, não dá…

Mas antes de culpar o fabricante por essa essa falha, saiba que você não é o único a passar por isso, como apontou a publicação do site Daily Mail.

Uma pesquisa feita na Inglaterra, pela empresa de seguros LV= Liverpool Victoria, revelou que todos os anos 827.000 pessoas ignoram a luz de aviso e o carro acaba quebrando por falta de gasolina.

Um quarto dos motoristas entrevistados acreditam que podem percorrer, no mínimo, mais 65 Km quando a luz do medidor começa a piscar. Dois milhões ainda admitiram que dirigem com a luz completamente acesa, geralmente na esperança de salvar uns trocados na hora de encher o tanque.

Como manda a tradição, os homens são a maioria, seis em dez motoristas que ficam sem combustível são do sexo “mais otimista”.

Porém, esse pode ser um problema muito mais sério do que apenas empurrar o carro para o acostamento e esperar o seguro. Você pode danificar seu carro e colocar sua vida em risco.

Com apenas um quarto do tanque cheio, os freios e a direção hidráulica podem ser prejudicados e não funcionarem perfeitamente. Logo, se você precisar desses itens essenciais, eles podem falhar e isso pode ser fatal.

 

Para evitar protagonizar um filme de terror na estrada, primeiro é preciso entender que o medidor de combustível não é um instrumento tão preciso.

 

Mesmo nos carros mais modernos a tecnologia é simples e medida por um flutuador, como em caixas d’agua. Dessa forma, se você estiver subindo uma ladeira o nível pode ser diferente do que em pista plana. Além do mais, a distância que pode ser percorrida quando a luz acende varia em cada modelo de veículo.

Então, o melhor a fazer é entrar no posto mais próximo, independente do preço, pois o barato pode sair muito mais caro, já que forçar seu tanque com pouco combustível pode prejudicar bastante o motor e você terá que gastar uma grana preta na oficina.

 

E mesmo que você consiga um pouco de gasolina com algum motorista camarada, você ainda pode ficar parado, porque provavelmente terá entrado muito ar no sistema e o combustível não conseguirá passar do tanque para o motor, assim, o carro não irá ligar.

 

Nesse caso, um mecânico terá que “sangrar” o sistema, ou seja, nada de voltar pra casa por algumas horas. Além de danos ao carro, risco de acidentes e muitos gastos na oficina.

 

O mecânico americano Ray Sparrow, que tem mais de 40 anos de experiência, em entrevista ao Daily Mail recomendou:

gasolina_sososlteiros-800x534

“Nunca dirija com menos de um quarto do tanque. Quando estiver ficando sem gasolina mantenha a velocidade entre 60 – 80 Km/h e evite freadas ou aceleradas bruscas. Tente manter uma marcha em que o motor corra por volta de 2.000 a 3.000 rpm. Não coloque o carro em ponto morto, pois a economia é mínima, além do mais, você não poderá acelerar e perderá o controle do carro”

Desligar o carro quando estiver parado pode economizar combustível, mas somente se ficar desligado por mais de um minuto, já que ligá-lo gasta o equivalente a um minuto de combustível com o motor a 2.500 rotações.

 

Portanto, quando for viajar, lembre-se de encher o tanque e fazer com que a única má lembrança do feriado seja a treta com o tiozinho da barraca de caipirinhas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *