Tanto o anel do noivado como a aliança carregam muitos simbolismos e representam sentimentos fortes para o casal. Com empenho e muita dedicação o noivo faz de tudo para oferecer um anel bárbaro para sua amada e, dependendo do valor da joia, deve considerar contratar uma apólice. Assim ela ficará tranquila e feliz ao saber que pode usar seu anel com um deslumbrante vestido de festa sem medo. Nos dias de hoje prezar pela segurança é sempre importante, para evitar eventuais ocorrências e perdas, e um seguro pode ser de grande ajuda.

Com tantas providências e planilhas para poderem fazer a decoração de casamento simples e eleganteque tanto desejam, talvez nem tenham pensado em tal proteção mas, em muitos casos, pode ser a melhor opção. Talvez seja uma boa ideia diminuir os custos com as flores do casamento e tentar investir em uma apólice para que as alianças sigam preservadas até as Bodas de Ouro.

Pesquise as empresas

Assim como pesquisaram por profissionais para fazer a decoração do casamento ou por buffets que oferecem um bom serviço, averiguem sobre a companhia e a flexibilidade com que trabalham para substituir o anel ou aliança. O ideal é só fazer a apólice com uma seguradora bem conceituada no mercado, e é fácil obter informações sobre a idoneidade e procedência da empresa, ou até se há reclamações. No caso de joias muito caras, com alto valor agregado, profissionais da área orientam que só seja contratada empresas que possuem o resseguro, trata-se de um seguro para a seguradora, muito usual no mercado de obras de arte, de joias e artigos de luxo.

Antes de contratar o seguro

O primeiro passo é saber quanto vale realmente a joia para poder assegurá-la com o valor correto, a joalheira que foi comprada a joia deverá entregar a documentação e autenticidade da peça. Mas o valor da joia deve ser revisado constantemente, para estar atualizado, por isso, se já têm o anel há algum tempo, procurem um avaliador independente. Certifiquem-se de que a peça está descrita corretamente e avaliada no documento, assim poderão comprovar o valor atual na hora de fazer uma apólice.

Junto com o seguro residencial

Se além de uma maravilhosa decoração de casamento vermelha, também criaram um décor incrível para a nova casa que compraram, a última coisa que desejam é arriscar o que demoraram tanto para conquistar. Por isso, o seguro residencial é uma excelente alternativa para assegurar que o seu lar não seja perdido por um incêndio, roubo ou explosões. Existem diverso tipos de apólices e o ressarcimento de cada item deve estar determinado na apólice. O seguro básico cobre o imóvel em caso de incêndio, raios ou explosões. Ele é calculado a partir do valor do imóvel e é feito uma estimativa do valor dos bensque o integram.

Colocar as joias na apólice da residência é possível, mas pode não ser uma boa alternativa. Dependendo da apólice, quando há a opção de incluí-las só haverá reembolso se elas estiverem guardadas no cofre ou o valor ressarcido é muito inferior ao real custo da peça. Se costumam usá-las na rua, prefiram um seguro específico para joias que assegure no caso de roubos e furtos fora de sua residência.

Seguro só das joias

Depois de meses buscando uma tiara que, além de maravilhosa, se adequasse ao penteado preso para casamento e, ainda, que combinasse perfeitamente com o anel do noivado, a última coisa que desejam é arriscar algumas dessas peças. Por isso, o seguro específico para joias é super indicado, o maior inconveniente é que o valor, na maioria dos casos, é alto. Muitas joalherias trabalham em conjunto com as seguradoras, disponibilizando um convênio para que seus clientes já saiam da loja com sua peça assegurada. A apólice de seguro para joias sai em torno de 5% a 10% do valor da peça e tem validade de um ano. Converse com o gerente de seu banco para a extensão da proteção residencial, incluindo o anel de noivado ou alianças, ou a sobre a contratação de uma apólice específica.

Nem todos os assuntos giram em torno do modelo do vestido de noiva nesse período. Por mais que a última coisa que desejem seja pensar sobre qualquer problema que possa interfira na imensa felicidade do momento, o melhor é ter precaução sempre, como diz o antigo ditado: “o seguro morreu de velho”. Por isso, nada melhor do que se prevenirem em qualquer circunstância. Claro que todos estão sujeitos ao acaso, mas tomar algumas precauções diminui a decepção. Assim, quando forem cortar o bolo do casamento juntos, poderão ostentar o anel e a aliança, sabendo que estão bem asseguradas!